Homem-Formiga

Gosto muito do Paul Rudd. Acho que já vi tudo o que tem a cara dele. Não sou dessas que acompanham as franquias da Marvel com entusiasmo, mas acabo sempre vendo o filme da vez. Homem Formiga, o filme da Marvel em que Paul Rudd aparece com tanquinho, é bem ruim mas também é muito simpático. Vai entender.

Acho que é desnecessário dar a sinopse desses filmes grandes, então eu só vou falar do que é importante pra entender o esquema das coisas. Paul Rudd é um zero à esquerda que é recrutado para ser o Homem Formiga. Quem faz o recrutamento é o Michael Douglas, inventor podre de rico; a mocinha é a Evageline Lilly – a Kate de Lost.

O Homem Formiga é ruim pois às vezes parece uma colagem de cenas genéricas de filmes de ação. Os diálogos, as dinâmicas, o arco do protagonista: tudo é muito descartável e esquecível. Tenho a impressão de que ele vai se misturar com um monte de outras coisas na minha cabeça e, num futuro próximo, eu não vou saber reconhecer qualquer cena de Homem Formiga em que o traje de super herói não apareça. Este herói, que eu não conhecia, ganhou umas características bacanas e diferentes. Por causa delas, as cenas de ação puderam ser criativas e até fofinhas. Apesar disso, são sempre engraçadinhas no mal sentido, de um jeito que você chega a não se importar com o  que está acontecendo.

Falando assim fica até parecendo que eu não me diverti enquanto assistia. Não é verdade. Paul Rudd, com aquela cara de gaiato e de menino que não cresceu, é a fonte de, sei lá, 90% da simpatia que o filme transmite. Ele segura a graça das piadas muito mais na cara de bobo alegre do que no próprio texto. Michael Douglas está em Homem Formiga para ser uma espécie de farol na escuridão. Ele aparece muito e, quase sempre, como o único bom ator em cena. Evangeline Lilly é um constrangimento só, dessa vez de novo como a smurfette – a única menina entre os rapazes todos. O vilão, vivido por Corey Stoll, é um dos outros alentos do filme. Não é por nada de especial ou diferente. Ele é o típico vilão que enlouqueceu e agora é capaz até de machucar criancinhas, mas o ator é tão bom que a gente chega a ficar feliz.

Não é nenhuma surpresa que um filme da Marvel seja capaz de ser ruim e de divertir ao mesmo tempo. Homem Formiga tem um esboço de trama de espionagem, muito recortada, infelizmente, pelas concessões que um filme desse tamanho faz porque acha que tem que fazer – pois acha que é isso que o público quer. Dessa forma tudo fica muito bagunçado. Uma pena.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s