Sobrenatural: a Origem

Essa é uma franquia que realmente sabe dar sustos. O primeiro filme foi de longe o que mais me assustou. Aquele susto que acontece durante o dia foi novidade para mim. Acho que nunca vou esquecer. Foi marcante. Agora, o segundo filme foi meio decepcionante. Teve alguns bons sustos, mas no geral seguiu o roteiro da maioria dos filme de hoje em dia que não metem medo em ninguém. Já o terceiro, foi meio que voltar às raízes, ainda que com uma história inferior.

O que me animou foi ele durar pouco, e focar muito mais no terror. Não se preocuparam em nos mostrar uma longa história do relacionamento da família, etc e tal. Foi tudo desenvolvido bem rápido para chegar logo no que realmente importa: as cenas assustadoras. Eu sei que em muitos casos o desenvolvimento da história dos protagonistas é importante porque nos dá clima para sentirmos medo e tal. Só que não acho que seja o caso destes filmes blockbusters. Eu acho que aqui a meta é entreter com susto. Filme de terror de uma hora e meia? Perfeito!

Outra coisa que me agradou foi fugir da família tradicional com pai, mãe, três ou dois filhos pequenos e o cachorro (que sempre morre de uma forma bem cruel) que se mudam para a nova casa. E aí vem a cena de sexo entre o casal, pra mostrar pra gente como eles se amam, e os primeiros dias onde tudo ainda está bem e todo mundo vive como uma família de comercial de margarina. Nada disso.

3S7C3792.CR2

Elise como melhor personagem

A protagonista é adolescente. Isso poderia ter dado muito errado. Adolescentes são sempre irritantes. Só que aqui nem deu tempo da gente saber se ela era irritante ou não. Até dá pra ver que poderia ser, na cena onde ela está toda irritada com o pai naquela coisa típica “você nem fala mais da mamãe que está morta”. O filme vai direto ao ponto e já começa com ela visitando Elise (a melhor personagem!), dizendo que tinha tentado entrar em contato com a mãe morta. Nesta hora eu já pensei: UFA! Estou livre da cena da adolescente tentando falar com a mãe, seja com ouija ou com qualquer outra coisa que os adolescentes destes filmes adoram mexer.

Foram alguns bons sustos com bastante tensão. Não tem como reclamar disso. Quase tão bom quanto o primeiro.

Anúncios

Um comentário sobre “Sobrenatural: a Origem

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s